Diminuir letra Aumentar letra
PRODUÇÃO CIENTÍFICA

Cirurgia de Revascularização do Miocárdio associada à cirurgia valvar em octogenários: série de casos do Hospital São Francisco
Jose Dario Frota F°, Marcela Sales, Álvaro RÖsler, Alex Mello, Eraldo Lucio, Paulo Leaes, Fernando Lucchese

Fundamentos e introdução:

A população de octogenários tem como característica uma maior prevalência de cardiopatia isquêmica e valvopatias com indicação cirúrgica. Os resultados da cirurgia cardíaca combinando troca valvar e cirurgia de revascularização miocárdica (CRM) ainda são escassos no nosso meio.
 

Objetivos:

Avaliar os resultados cirúrgicos hospitalares obtidos com a CRM associada à cirurgia valvar em pacientes octogenários.


Delineamento:

Série de casos.


Pacientes e métodos:

No período compreendido entre janeiro de 2007 e dezembro de 2008, 15 octogenários foram submetidos à CRM associada à cirurgia valvar no Hospital São Francisco. Dentre estes, 10 (66,6%) eram do sexo masculino, a média de idade foi de 83 anos, 14 (93,3%) eram hipertensos, três (20%) diabéticos, oito (53,3%) apresentavam insuficiência renal, cinco (33,4%) infarto do miocárdio prévio à cirurgia, dois (13,3%) apresentavam doença obstrutiva pulmonar, dois (13,3%) apresentavam doença cérebro vascular e três (20%) doença vascular periférica. O EuroScore médio do grupo de pacientes foi 11,3 (±1,3), que corresponde aproximadamente a uma taxa de mortalidade esperada de 27%. A cirurgia valvar mais realizada em associação com a CRM foi o implante de prótese valvar aórtica (73,3%), seguido pelo implante de prótese mitral (20%) e valvoplastia mitral (6,7%). Foram utilizadas próteses biológicas em todos os procedimentos com implante valvar associado.

 

Resultados:

As intercorrências mais freqüentes foram: episódio de fibrilação atrial (40%), AVC (13,3%) e derrame pleural (6,6%). Nenhum paciente sofreu reintervenção cirúrgica e a taxa de mortalidade geral observada foi de 26,6%.

 

Conclusões:

A mortalidade e as intercorrências observadas no presente estudo se mostraram dentro dos padrões citados na literatura médica. Além disso, a mortalidade observada foi compatível com a mortalidade esperada a partir do EuroSCORE.

 

 

Hospital São Francisco - Complexo Hospitalar Santa Casa, Porto Alegre, RS, BRASIL.

Protocolo: 16852

Veja mais PRODUÇÃO CIENTÍFICA:
  • Contatos
  • Hospital São Francisco
    Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre
  • Para
    Sistema Único de Saúde:

    (51) 32148292
  • Para
    Convênios e Particulares:

    (51) 32148119
    (51) 32271609
    (51) 32271604
  • Cardiologia Pediátrica:
    (51) 32148069 (Fone/Fax)
    hork@santacasa.tche.br
  • Direção Médica:
    (51) 32253019 (Fone/Fax)
    (51) 32148209
    lucchese@santacasa.tche.br
Copyright © - Doutor Coração - Clínica e Cirurgia do Coração - 2012 - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por:
Gustavo Appel - Web Solutions 170web - Sistemas