Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

26/09/2018
Pesquisador indica a única idade em que o álcool pode fazer bem à saúde

wine-dinner.jpg

Crédito da imagem: Shutterstock

Responsável por 6% das mortes registradas todos os anos no mundo, o álcool é, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, perigoso mesmo quando ingerido em pequena quantidade.

Segundo Miguel Ángel Martínez-González, professor de Medicina Preventiva e Saúde Pública da Universidade de Navarra, na Espanha, o consumo está ligado a uma maior probabilidade de desenvolver câncer de laringe, esôfago, fígado, mama, cólon e reto, além de outras doenças de fígado, pancreatite e maior risco de infarto, AVC, acidentes de trânsito, suicídios e violência.

Criador de um projeto que monitora parâmetros de saúde de mais de 22.000 espanhóis, o especialista esclarece que o álcool reduz o risco de doença cardiovascular somente em homens com mais de 45 anos e mulheres com mais de 55. A dose limite seria de uma taça de vinho ou uma cerveja por dia para as mulheres e as duas doses para os homens. 

Ele explica que, antes dessas idades, o álcool só causa prejuízos e aumenta a mortalidade. E, mesmo na faixa etária em que pode ocorrer a redução da mortalidade total e aumento da longevidade, o consumo não deve ser recomendado para pessoas que não têm o hábito de beber.

Na população estudada, as pessoas beneficiadas pelo consumo moderado de álcool eram, em linhas gerais, motivadas por ter uma boa saúde, interessadas em prevenção e hábitos saudáveis, possuíam ensino superior e não relataram histórico de uso excessivo de bebidas alcoólicas. Outra característica importante é que o vinho acompanhava o almoço ou o jantar diariamente, sem ficar restrito aos fins de semana ou eventos sociais.

Para Miguel Ángel Martínez-González, uma das justificativas para essa descoberta pode ser a ação dos polifenóis, substância presente no vinho tinto e que atua como anti-inflamatório. Dietas ricas em componentes anti-inflamatórios previnem o ganho de peso e as doenças crônicas mais importantes.