Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

08/02/2014
HSF realizou 22 implantes valvares por cateter em 2013

foto_0.JPG

Fernando Lucchese em procedimento na Sala Híbrida do Centro Cirúrgico do Hospital São Francisco

No ano passado, a equipe do Hospital São Francisco realizou 22 implantes valvares transcateteres. Foram 21 procedimentos aórticos e um caso envolvendo a valva mitral. O procedimento é recomendado para pacientes com estenose aórtica grave, disfunção de bioprótese aórtica ou de bioprótese mitral, sempre associados a um risco cirúrgico elevado.

Para estes pacientes, geralmente em idade avançada e condições de saúde delicadas, o método convencional de implante valvar representa um risco de morte proibitivo.

A estimativa do risco decorrente do procedimento cirúrgico convencional é realizada através do cálculo dos escores (STS Score, EuroScore I e EuroScore II). Além destes, são calculados outros escores que avaliam a fragilidade do paciente.

Desde que o HSF começou a realizar este tipo de procedimento, em 2009, quando foi implantada a primeira valva aórtica por via transapical no Rio Grande do Sul, já foram beneficiados 50 pacientes com o procedimento valvar menos invasivo, seja por via transapical ou transfemoral.

As cirurgias são realizadas na Sala Híbrida do Centro Cirúrgico do Hospital São Francisco, coordenado pelo Dr. Fernando Lucchese e pelo Dr. Valter Lima.