Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

24/08/2017
Excesso de sal prejudica a função cardíaca

sal_0.jpg

Crédito da imagem: Bigstock

Realizado nos Estados Unidos e publicado no Journal of the American College of Cardiology, a pesquisa analisou a associação entre a ingestão de sódio e a função cardíaca. Participaram três mil norte-americanos que fazem parte de um estudo epidemiológico sobre hipertensão genética.

Os voluntários foram submetidos a exames de imagem e urina, utilizados para analisar a mecânica do coração e a presença de sódio no organismo. 50% deles apresentou pressão arterial igual ou superior a 140/90 mmHg, classificada como alta pelos pesquisadores.

O exame de urina revelou que os participantes consumiam, em média, 3.730 mg de sódio por dia, uma quantidade alta de acordo com as diretrizes dietéticas dos Estados Unidos, que recomenda o limite diário de 2.300 mg e níveis ainda mais baixos para pacientes com problemas cardíacos, mas similar ao consumo da população norte-americana.

Os pesquisadores descobriram, então, que os adultos que consumiam mais de 3.700 mg de sódio por dia apresentavam coração maior e função cardíaca mais baixa do que aqueles que ingeriam menos sódio. Mesmo ao considerar fatores como idade, sexo, tabagismo e consumo de álcool, a associação entre a ingestão de sódio e a mecânica do órgão permaneceu.

Os autores afirmam que os resultados reforçam os efeitos danosos do excesso de sal à saúde cardiovascular e a necessidade de reduzir de forma significativa o consumo.