Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

04/12/2018
Estados Unidos lança novas diretrizes para combater o sedentarismo

istock_2.jpg

Crédito da imagem: iStock

US Department of Health and Human Services (HHS) divulgou em novembro a segunda edição das diretrizes de atividade física para a população norte-americana, com recomendações de exercícios para todos a partir dos três anos de idade. É a primeira vez que um grupo tão jovem é contemplado pelas orientações.

A revisão foi apresentada em reunião científica da American Heart Association, em Chicago, e o objetivo é combater o sedentarismo e trabalhar a promoção da saúde.

Conforme Admiral Brett P. Giroir, representante da entidade, o sedentarismo é responsável por 10% das mortes prematuras nos EUA, o que significa que, se apenas 25% das pessoas sedentárias passarem a seguir as recomendações, quase 75.000 mortes serão evitadas no país.

Estudos já indicaram que o sedentarismo aumenta o risco de doenças crônicas como diabetes, demências e derrames. Segundo o documento, exercitar-se não serve apenas para fortalecer o corpo, mas também o cérebro.

As evidências mostram, por exemplo, que a atividade física traz benefícios imediatos: uma única prática pode reduzir a ansiedade, a pressão arterial, melhorar a qualidade do sono e a sensibilidade à insulina.

Na edição anterior das diretrizes, de 2008, havia a compreensão de que a atividade física deveria ter pelo menos dez minutos de duração para produzir algum efeito no organismo. 

Os especialistas ainda indicam 150 minutos de exercícios por semana, mas sugerem que pequenas quantidades de movimento, como subir escadas, são importantes para atingir esse objetivo. O recado, portanto, é: faça o que puder, mas faça. 

Além de incluir indicações para todas as idades, as diretrizes mostram que as pessoas não devem abrir mão da atividade física porque envelhecem. A soma de musculação, exercícios aeróbicos e de equilíbrio, inclusive, previne osteoartrites e sarcopenia, perda de massa e de força muscular características da terceira idade.

Confira, abaixo, as principais recomendações das novas diretrizes:

- Crianças em idade pré-escolar (de três a cinco anos): serem fisicamente ativas durante todo o dia, num total de três horas de atividade por dia. Esta recomendação é baseada na atividade média observada nesta faixa etária e está de acordo com as diretrizes de atividade física da Austrália, do Canadá e do Reino Unido;

- Crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos: elas devem fazer exercícios físicos de moderados a vigorosos, por 60 minutos ou mais, diariamente;

- Adultos: entre 150 e 300 minutos por semana de atividade de intensidade moderada ou de 75 a 150 minutos de atividade física aeróbica forte, ou uma combinação equivalente de atividade aeróbica de intensidade moderada e forte. Também é recomendada atividade de fortalecimento muscular em dois ou mais dias da semana;

- Idosos: atividade física composta, incluindo treino de balanço e atividades aeróbicas e de fortalecimento muscular;

- Mulheres grávidas e no pós-parto: pelo menos 150 minutos de atividade aeróbica moderada por semana;

- Adultos com doenças crônicas ou deficiências: devem seguir as diretrizes para adultos e fazer atividades aeróbicas e de fortalecimento muscular de acordo com suas possibilidades físicas e motoras.