Diminuir letra Aumentar letra
NOTÍCIAS

21/11/2017
Comer muito rápido faz mal à saúde

shutterstock_1.jpg

Crédito da imagem: Shutterstock

Devorar os alimentos aumenta fatores de risco relacionados a doenças cardiovasculares e diabetes, como obesidade, pressão alta e taxas elevadas de colesterol.

A afirmação é de um estudo apresentado na conferência anual da Associação de Cardiologia dos Estados Unidos. Segundo os autores, comer sem pressa e sem distrações é fundamental para a saúde porque, sem dar tempo ao cérebro, não é possível perceber a saciedade. O hábito aumenta em cinco vezes o risco de síndrome metabólica, condição caracterizada por um conjunto de fatores relacionados a doenças cardiovasculares e diabetes, como obesidade, pressão alta e taxas elevadas de colesterol.

Realizada na Universidade de Hiroshima, no Japão, a pesquisa acompanhou por cinco anos 642 homens e 441 mulheres saudáveis com idade média de 51 anos no início do estudo.

Os participantes foram divididos em três grupos, conforme a velocidade que ingeriam os alimentos. 11,6% daqueles que comiam mais rápido desenvolveram síndrome metabólica, bem acima dos índices observados nos outros dois grupos, de 6,5% entre os que comiam em velocidade intermediária e de 2,3% entre os mais lentos.

De acordo com os pesquisadores, diminuir o ritmo das refeições pode ser uma mudança crucial para prevenir a síndrome metabólica, que tem como base a resistência à ação da insulina, responsável por regular o açúcar no sangue, o que obriga o pâncreas a produzir mais esse hormônio.

Com informações da BBC Brasil.